FUTEBOL | CD Pinhalnovense goleia líder e deixa o play-off para o Atlético CP

Na ronda final desta segunda fase (manutenção), bastava ao Pinhalnovense o empate perante o líder Lusitano de Vila Real de Santo António. Costuma-se dizer que quem joga para o empate, normalmente acaba por perder, logo, o Pinhalnovense arregaçou as mangas e tratou de fugir ao lugar do play-off o mais rapidamente possível.

Autores
Foto
  • Diário Imagem | Isabel de Almeida

Localidade
  • Pinhal Novo

Categoria
  • Desporto

E a tarefa não se avizinhava teoricamente fácil, uma vez que o Lusitano não queria deixar fugir a liderança da série.
O Pinhalnovense iniciou a partida com mais pendor ofensivo e conseguiu nos primeiros minutos acercar-se da baliza de Pedro Valentim. O primeiro lance de perigo ocorreu logo ao minuto 6, com o cruzamento de Janício a encontrar a cabeça de Ruben Fidalgo. No entanto o cabeceamento sai por cima da trave, apesar deste ter aparecido isolado na cara do guardião algarvio. À passagem do minuto 13, Junior voltou a ameaçar a baliza visitante, com remate forte também sobre a barra.
O Lusitano VRSA tentava sacudir a pressão, e logo depois conseguiu criar perigo, através de Thomson, com um remate forte, cruzado, a passar muito perto do poste direito de Iuri Miguel, hoje titular na baliza Pinhalnovense.
Junior era o elemento mais activo neste início de jogo, e ao munito 20 voltou a criar perigo, recuperando uma bola logo após a linha de meio campo, galgando terreno sempre com um defensor à ilharga, mas ainda assim a conseguir rematar com perigo. Faltava pontaria, nos remates de Junior.
Mas à terceira foi de vez. Apenas um minuto volvido, após uma boa jogada protagonizada pelo capitão Bruno Grou, pelo flanco esquerdo, o cruzamento preciso encontra Junior bem no coração da área, e desta vez, o avançado não deu qualquer hipótese ao guardião Pedro Valentim, rematando rasteiro para o fundo das redes. Estava aberto o activo no Santos Jorge.
Até ao intervalo, destaque apenas para um remate de Diego Zaporo, aos 35’, a proporcionar uma defesa apertada de Pedro Valentim. O Lusitano respondeu, por Marcão, aos 43’, mas o seu remate forte encontrou uma muralha de pernas da defesa do Pinhalnovense.
Ao intervalo, justificava-se a vantagem pela margem mínima. Aliás, talvez pecasse por escassa.
Talvez por isso, logo no reatar do encontro, logo ao minuto 48, Ruben Fidalgo tratou de ampliar a vantagem, com o avançado a receber a bola da direita, a rodar dentro da área e a rematar cruzado, com a bola a passar sobre Pedro Valentim.
O Pinhalnovense começava a ficar mais aliviado e isto traduzia-se no bom futebol que estava a praticar, o que infelizmente não aconteceu com muita regularidade durante a época. AO mesmo tempo, o Lusitano começava a preocupar-se com o que poderia fazer o Moura, na sua deslocação a São Pedro de Sintra. Apesar de não dar direito a mais nada que não prestígio, era isso mesmo que estava em causa, o prestígio de terminar no primeiro posto.
A turma da casa continuou a sua caminhada, e aos 53’, através de livre directo, voltou a ampliar o placard. Regula marcou o livre, sobre a meia esquerda, e a bola sobrevoou a muralha de jogadores, parecendo que ninguém terá tocado na mesma.
O Lusitano estava rendido à superioridade do Pinhalnovense, e aos 66’ concedeu o 4-0, com Junior uma vez mais a fazer estragos, pela direita do ataque local, sendo agora a vez de ser ele a assistir o capitão Bruno Grou, que após um primeiro remate sem sucesso, recarregou vitoriosamente, sem hipóteses para Pedro Valentim.
O Pinhalnovense ainda tentou por mais três vezes chegar ao quinto, mas o marcador acabaria por não se alterar mais.
Na última oportunidade, ao minuto 90+4’, Gilson viria mesmo a desperdiçar uma grande penalidade, atirando a bola muito por cima da trave.
O Pinhalnovense acaba a época em terceiro, evitando assim a descida. O sexto lugar, para disputar o play-off, acabou por calhar ao Atlético CP. O Atlético Clube de Malveira e o FC Barreirense descem de divisão. 
 
Campeonato de Portugal Prio 2016/2017 – Série H
2ª Fase (Manutenção / Descida) – Jornada 14 (última)
CD Pinhalnovense 4 – 0 Lusitano VRSA
 
CD Pinhalnovense: Iuri Miguel (gr), Janicio, Zhang, Marcio (Mauricio 72’), Custódio, Ruben Fidalgo, Bruno Grou (cap) (Yubiao 79’), Ruben Nunes, Junior, Regula e Diego Zaporo (Gilson 76’)
Treinador: João Sousa
 
Lusitano VRSA: Pedro Valentim (gr), Leandro (João Vitor 51’), Nuno Silva (cap), Francisco (Hudson 51’), Marcão, Thompson, Alain (Ruizinho 51’), Igor, Rodolfo, Junior e Amini
Treinador: Ricardo Sousa
 
Golos: 1 – 0 Junior (21’); 2 – 0 Ruben Fidalgo (48’); 3 – 0 Regula (53’); 4 – 0 Bruno Grou (66’)
 
Cartões amarelos: Alain (18’), Leandro (37'), Marcio (39’), Marcão (52’ e 77’), Diego Zaporo (52’), Janicio (59’), Bruno Grou (73’), Rodolfo (89’)
Cartões vermelhos: Marcão (77’)
 
Outros resultados da 3ª jornada:

SR Almancilense 1 – 2 Atlético CP
At. Malveira 2 – 1 Barreirense
1º Dezembro 1 – 1 Moura
 
Classificação Final (2ª fase):

1º Lusitano VRSA (27 pontos)
2° Moura AC (27 pontos)
3° Pinhalnovense (25 pontos)
4° 1º Dezembro (24 pontos)
5º Almancilence (23 pontos)
6º Atlético CP (22 pontos)
7º At. Malveira (20 pontos)
8º Barreirense (18 pontos)
Adicionar Comentário