Autárquicas 2017

POLÍTICA | CDU Moita apresentou candidatos às Autárquicas 2017

O salão do quartel dos Bombeiros da Moita encheu-se este domingo de população que quis assistir à apresentação dos cabeça de lista à Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Assembleias de Freguesia do concelho, para as eleições autárquicas 2017.

Autores
Foto
  • Carmo Torres / Diário Imagem

Localidade
  • Moita

Categoria
  • Política

A Coordenadora Concelhia da Moita da CDU apresentou este domingo os cabeça de lista às Autárquicas 2017, num salão cheio de pessoas e também com as presenças dos candidatos da CDU às Câmaras Municipais de Barreiro, Montijo e Seixal.

 

Para ‘animar a malta’, antes da apresentação subiu ao palco o artista Tony da Costa, seguindo-se a apresentação de cada um dos candidatos para as assembleias de freguesia, todos eles já eleitos no anterior mandato.

 

Candidatam-se assim para a Junta de Freguesia de Alhos Vedros, Manuel Joaquim Rafael de Almeida Graúdo; para a Junta de Freguesia da União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, Nuno Miguel Fialho Cavaco; para a Junta de Freguesia da Moita, João Manuel Vasques Miguel e para a Junta de Freguesia da União de Freguesias de Gaio-Rosário e Sarilhos Pequenos, Miguel Fernando Gomes Carregosa.

 

À Assembleia Municipal candidata-se novamente João de Jesus Lobo, e como cabeça de lista, o actual presidente da Câmara Municipal da Moita, Rui Manuel Marques Garcia.

 

A primeira intervenção coube a João Lobo que afirmou “iniciar-se hoje o processo de pré-campanha eleitoral para umas eleições às quais todos estamos dispostos a dar continuidade ao trabalho já desenvolvido ao longo destes anos.

 

O autarca acredita “que somos a única força política que merece a confiança da população da Moita” e reforça que “estas eleições são muito importantes para reforçar a posição da CDU, que nos permita a defesa dos direitos de todos também ao nível nacional”.

 

A reposição das freguesias e uma descentralização realizada de forma coordenada, foi o tema também abordado por Rui Garcia, que agradeceu “a honra que o meu partido me deu”, ao mesmo tempo que não deixou de referir o apoio da equipa autárquica e da família “a minha esposa, a minha filha e o meu pai”.

 

Destacando o trabalho realizado pelo executivo ao longo dos anos, o candidato evidenciou alguns dos projectos para o futuro “para os quais iremos contar com os apoios comunitários” e salientou “as lutas que temos realizado, como a que nos opôs aos TST e que vencemos, a reconstituição da Simarsul e a assinatura do protocolo com o Governo para a construção do Centro de Saúde da Baixa da Banheira.

 

Nem todas as lutas foram ainda vencidas, como a reposição das freguesias de Sarilhos Pequenos e Vale da Amoreira, mas continuaremos a lutar. O próximo mandato não se apresenta fácil, mas tudo faremos para defender os interesses e direitos da população.”

 

Intervieram ainda Susana Silva Susana Silva, da Comissão Executiva Nacional do PEV e de Francisco Lopes, do secretariado e Comissão Política do Comité Central do PCP, ambos referindo “os ataques do anterior Governo PSD/CDS ao Poder Local, o que não pode ser esquecido nestas eleições”, destacando a importância da “batalha política que se avizinha”.

Adicionar Comentário