Queima do Judas

PALMELA | Judas será queimado nas ruas da vila

A tradição da Queima de Judas está de regresso às ruas de Palmela. A iniciativa conta este ano com a maior participação de sempre com a representação de catorze grupos de teatro e associações.

Autores
  • Fatima Brinca (Jornalista Jubilada)

  • Email
Foto
  • Diário Imagem

Localidade
  • Palmela

Categoria
  • Cultura & Tradição

Catorze instituições, o maior recorde de sempre, vão participar na Queima de Judas, num evento que reúne
fogo, teatro e sátira ao ritmo da música.

 

A Queima de Judas realiza-se na noite de 15 de Abril, nas ruas do Centro Histórico de Palmela com a forte adesão do movimento associativo do concelho.


O percurso à luz dos archotes e animado ao ritmo dos tambores, tem início às 21h30, no Largo dos Loureiros, com o público a participar e a vibrar com cada Judas a ser queimado enquanto são lidos os testamentos.

 

Os vários Judas, recriados em bonecos cheios de palha, ardem enquanto os textos satíricos dramatizados pelas associações e grupos locais de teatro, que lhes atribuem castigos.

 

A Queima de Judas faz alusão ao fecho de um ciclo e início de um novo ano, com a chegada da Primavera.

 

A autarquia de Palmela recuperou este ritual de origens pagãs em 1995 e a Queima do Judas passou a fazer parte integrante do Programa Municipal de Teatro e continua a desafiar e inspirar os grupos de teatro de amadores do concelho.

 

O desfile termina no Largo de S. João, onde será lido o testamento da Câmara, seguindo-se A autarquia recuperou este ritual de origens pagãs, ligado à celebração do equinócio da Primavera, em 1995. Hoje, a Queima do Judas é parte integrante do Programa Municipal de Teatro e continua a desafiar e inspirar os grupos de teatro de amadores do concelho, contribuindo para a divulgação do seu trabalho junto de diferentes públicos.

 

A autarquia recuperou este ritual de origens pagãs, ligado à celebração do equinócio da Primavera, em 1995. Hoje, a Queima do Judas é parte integrante do Programa Municipal de Teatro e continua a desafiar e inspirar os grupos de teatro de amadores do concelho, contribuindo para a divulgação do seu trabalho junto de diferentes públicos. A autarquia recuperou este ritual de origens pagãs, ligado à celebração do equinócio da Primavera, em 1995. Hoje, a Queima do Judas é parte integrante do Programa Municipal de Teatro e continua a desafiar e inspirar os grupos de teatro de amadores do concelho, contribuindo para a divulgação do seu trabalho junto de diferentes públicos a animação pela Orquestra e pelos Diabos do Bardoada - Grupo do Sarrafo e um espetáculo de fogo de artifício.

 

Os 14 grupos e as associações participantes:

- Sociedade Filarmónica Palmelense "Loureiros"
- Sociedade Filarmónica Humanitária
- Passos e Compassos/ Grupo das Férias Culturais
- Grupo de Teatro da Associação dos Serviços Sociais e Culturais dos Trabalhadores do Município de Palmela
- ATA - Acção Teatral Artimanha
- Associação Teatro Sem Dono
- Sociedade Columbófila de Palmela
- Associação de Escoteiros de Portugal - Grupo 40 de Palmela
- INdiferentes
- Associação de Idosos de Palmela
- Moto Clube de Palmela
- TELA - Teatro Extremamente Louco e Absurdo
- Grupo Coral "Ausentes do Alentejo"
- Teatro da Vila
Adicionar Comentário