QUINTA DO ANJO

QUINTA DO ANJO | Muro ilegal pode causar desgraça

Os moradores da Quinta do Anjo mobilizaram com intervenções a última sessão descentralizada, com alertas, alguns deles preocupantes, como a construção de um muro ilegal.

Autores
  • Fatima Brinca (Jornalista Jubilada)

  • Email
Foto
  • Diário Imagem | Júlio Duarte

Localidade
  • Quinta do Anjo

Categoria
  • Sociedade

Mais de uma dezena de moradores estiveram na sessão pública da Câmara, realizada nas instalações da SIM. Um dos moradores, Nuno Ferreira denunciou a grave situação que está a causar a construção de um muro ilegal, que criou uma muralha evitando o acesso a outros terrenos.

 

O morador confessou “sentir uma enorme revolta, pois o meu pai com 80 anos ficou privado de aceder à sua propriedade” e o dono do muro ilegal “prepara-se para fazer outra muralha”.

 

Para este munícipe “a situação é gravíssima e pode acabar em tragédia” face aos instintos de violência “do indivíduo que já atirou tiros” para “impor as suas razões”.

 

O presidente Álvaro Amaro explicou que apesar da construção do muro “ter sido alvo de licenciamento, em nada corresponde ao que foi aprovado”, inclusivamente “foi construído em cima de uma linha de água e foi alvo de embargo”. O edil lembra que “a desobediência ao auto de embargo é crime” e já “foi aprovada a decisão de demolição”. O autarca acrescenta que “se a demolição não for feita voluntariamente, iremos demolir o muro e tomar posse administrativa”.

 

O proprietário do muro ilegal vai ser oficializado da decisão.

 

A habitação com o muro ilegal localiza-se antes da Estrada das Fontainhas e junto à autoestrada, tendo as Infraestruturas de Portugal sido alertadas para a situação.

Adicionar Comentário