Novo Aeroporto de Lisboa

LISBOA | Assinado memorando de entendimento para a construção do novo aeroporto no Montijo

Aconteceu esta quarta-feira, 15 de fevereiro

Autores
Foto
  • Diário Imagem - João Matos

Localidade
  • Lisboa

Categoria
  • Economia

O Governo e a ANA - Aeroportos de Portugal assinaram esta quarta-feira, 15 de fevereiro, o memorando de entendimento para avaliar a edificação do novo aeroporto de Lisboa no Montijo.

 

Apresentado por Pedro Marques, ministros das Infraestruturas, ao contrário do que o primeiro projeto previa, apresentado já há 10 anos, a hipótese do novo aeroporto ser com base no projeto "Portela mais 1" acabou por não ser concretizada.

 

Contudo, e com o Aeroporto Humberto Delgado a atingir os 22 milhões de passageiros por ano, tornou-se, segundo o Primeiro-ministro António Costa, “urgente” encontrar uma solução para a Portela, considerando até que a escolha pelo Montijo poderá "maximizar oportunidades" e "ganhos" para o desenvolvimento de toda a Península de Setúbal.

 

A expetativa governamental é que a concretização do projeto comece já em 2019 e que a entrada em funcionamento do aeroporto complementar aconteça até 2022.

 

No memorando de entendimento, cabe à ANA - Aeroportos de Portugal, gerida pela Vinci Airports, após ter sido privatizada pelo Governo de Passos Coelho, apresentar ao atual Governo, dentro de seis meses, uma proposta para o aeroporto na base aérea do Montijo. Esta proposta  deverá conter a estimativa dos custos, as soluções de financiamento da construção, e a duração e conclusão da construção.

Adicionar Comentário