Electricidade

ELECTRICIDADE | Tarifas reguladas só acabam em 2020

O prazo de extinção das tarifas transitórias para fornecimento de eletricidade, vai passar de 31 de dezembro de 2017, para o final de 2020, informa em comunicado o Gabinete do Ministro da Economia

Autores
Foto
  • DR - Sapo

Localidade
  • Portugal

Categoria
  • Portugal

 Este novo calendário concede às famílias portuguesas, que ainda não mudaram para o mercado liberalizado, mais três anos para poderem escolher um comercializador que pratique um regime de preço livres.

 

A EDP – Serviço Universal é atualmente o comercializador de último recurso, responsável pela oferta das tarifas transitórias de eletricidade, as quais são fixadas pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos. Recorde-se que, para 2017, o valor definido é 12,%, o mais baixo dos últimos 10 anos e, pela primeira vez, abaixo do valor previsto para a inflação.

 

Do universo de pouco mais de 6 milhões de consumidores domésticos, há ainda 1,3 milhões de clientes que permanecem no mercado regulado, onde são praticadas as tarifas transitórias.

 

Para garantir uma escolha mais informada aos consumidores das ofertas disponíveis no mercado, o Governo tem em marcha a criação do OLMC – Operador Logístico de Mudança de Comercializador (que será conhecido por Poupa Energia), uma plataforma independente que arrancará, ao longo de 2017, para facilitar o processo de mudança de comercializador de eletricidade e gás natural.

 

Além de fornecer informação sobre as propostas comerciais existentes no mercado, esta entidade permitirá ainda aos consumidores fazerem escolhas mais informadas, uma condição essencial à proteção dos seus interesses e à dinamização do mercado liberalizado.

Adicionar Comentário