Especiais 2016

O ANO EM REVISTA | Litoral Alentejano

Alguns dos principais acontecimentos nos concelhos de Alcácer do Sal, Santiago do Cacém, Grândola e Sines

Autores
Foto
  • DR

Localidade
  • Litoral Alenteano

Categoria
  • Especiais

A autarquia de Santiago do Cacém quer mais investimento em Miróbriga, transmitindo esse desejo ao ministro da Cultura, Luís Castro Mendes, aquando da sua visita ao ex-libris patrimonial de Santiago do Cacém.

 

O ano foi marcado por divergências entre os utentes da Rodoviária do Alentejo, com a Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Sines a protestar pelo encerramento do Terminal Rodoviário de Sines.

 

Uma unidade industrial de processamento de frutos de casca rija foi inaugurada na ZIL, em Grândola.

 

O atraso nas obras de recuperação da ER261-5, levou o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, a pedir esclarecimentos ao ministro do Planeamento e Infraestruturas.

 

Também os utentes das A26-1 e do IC1 têm realizado vários protestos, quer com marchas lentas, quer deslocando-se a Lisboa, pelo mau estado destas duas vias.

 

O Porto de Sines recebeu este ano um novo capitão, o capitão-de-fragata Sá Coutinho, que sucedeu ao capitão Velho Gouveia que desempenhou funções durante três anos.

 

O Centro de Saúde de Alcácer do Sal recebeu três médicos cubanos, no sentido de colmatar as lacunas de falta de médicos que de longa data se fazem sentir no concelho.

 

No âmbito de um protocolo celebrado entre a Câmara Municipal de Sines e a APVCA - Associação de Produtores de Vinho da Costa Alentejana, foram colocadas no mar cerca de 700 garrafas de vinho dos produtores desta sub-região.

 

Adicionar Comentário