Economia

FINANÇAS | Défice até ao 3.º trimestre cumpre objetivos

O ministério das Finanças elogia em comunicado o comportamento do défice no terceiro trimestre de 2016 uma vez que, de acordo com os números divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística, o défice das Administrações Públicas desceu para 1,7% do PIB

Autores
Foto
  • DR

Localidade
  • Portugal

Categoria
  • Actualidade

«Este sólido resultado foi conseguido num trimestre em que os reembolsos de IRS, IRC e IVA excederam em 445,2 milhões de euros os do ano anterior» refere o comunicado.

 

O crescimento económico acelerou ao longo do ano (0,2%, 0,3% e 0,8%, em cadeia, nos três primeiros trimestres); o excedente da balança de bens e serviços melhorou 1.041,7 milhões de euros até setembro; a taxa de desemprego caiu 1,4 pontos percentuais em termos homólogos; e, simultaneamente, o emprego aumentou 1,9%, também em termos homólogos”, diz o gabinete do ministro Mário Centeno.

 

«Nos três primeiros trimestres do ano, o défice acumulado foi de 2,5%, continuando a reduzir-se face ao observado até ao trimestre anterior (2,9%). Note-se que neste período os reembolsos de IRS, IRC e IVA superaram em 840,5 milhões de euros os registados no período homólogo de 2015».

 

Os dados agora apresentados vão de encontro ao que a Direção-Geral do Orçamento tem vindo a divulgar mensalmente, ou seja, que a despesa pública registou um decréscimo de 1,1%, significativamente abaixo do valor anual previsto no Orçamento do Estado de 2016 e a r receita cresceu 0,8%, numa evolução positiva e superior à da despesa.

Adicionar Comentário