A rapariga no Comboio [Topseller]

Esta semana a crítica literária incide sobre um dos grandes sucessos literários deste ano, "A rapariga no Comboio", de Paula Hawkins, com chancela Topseller, um livro que já vai na sua 18ª edição em Portugal, e cujo filme baseado na trama estreia no próximo dia 5 de Outubro.

 

Esta semana a crítica em parceria com o blog Os Livros Nossos chega-nos pela nossa colaboradora Cláudia de Andrade.

 

Autores
  • Cláudia de Andrade/Blog Os Livros Nossos

  • Email
Foto
  • Cláudia de Andrade/Blog Os Livros Nossos - Direitos Reservados

Localidade
  • Lisboa

Presa no remoinho do dia-a-dia, vivendo cada dia de uma forma automática como se fosse passageira no próprio corpo, amaldiçoada a viver os dias sempre iguais… Como se a vida não fosse mais do que uma longa e melosa espera pela morte… Esta é Rachel, a personagem principal.
 
Quando o seu casamento acaba, Rachel passa a viver dormente. Assombrada pela nova vida idílica do ex-marido, com a sua nova esposa perfeita e bebé recém-nascida… Rachel parece o contraste total, desfeita pela separação e pela morte do sonho de uma vida ao seu lado. 
 
Entregue ao álcool, após perder o emprego, com o dinheiro a acabar e a viver no quarto de uma amiga a quem ainda nem teve coragem de contar que está desempregada, Rachel continua a apanhar todos os dias o comboio para Londres, como se este facto a mantivesse agarrada a uma ténue normalidade.
 
Durante a viagem vai imaginando a vida das pessoas que vê pela janela, em especial a de um casal que mora na sua antiga rua… em particular da mulher da casa, da qual aguarda ansiosa um vislumbre… a quem imagina um nome, uma profissão, confabulando uma vida de sonho. A vida que talvez, num passado distante, tenha imaginado para si mesma.
 
Numa manhã nota algo errado com o casal que observara há tanto, algo breve, quase ininteligível… e mais tarde vem a saber que a mulher que preenchia o seu imaginário está desaparecida…
 
Embrenhada na bruma do álcool, Rachel vê-se arrastada para uma investigação em que passa de pessoa de interesse, a suspeita, a bêbeda obcecada… a incómodo não relevante.
 
Mas a verdade é que Rachel viu mais do que pensa…sabe mais do que imagina e está mais ligada ao que aconteceu do que se permite aceitar...
 
Os pontos começam-se a unir… 
 
Mas será que pode confiar em si mesma?
 
Com a adaptação a espreitar nas salas de cinema, com a magnífica Emily Blunt no papel principal, torna-se inevitável ler este thriller que nos mantém nas pontas dos pés…dos dedos até ao final.
 
Dia 5 de Outubro será possível encontrar o filme nas salas de Cinema Nacionais!
 
 
Nota: o exemplar da obra foi gentilmente cedido pela Editora para recensão crítica.
 
 
Ficha Técnica do Livro:
 
 
Título: A Rapariga no Comboio
 
 
Autora: Paula Hawkins
 
Editora: Topseller [Grupo 20/20]
 
 
1ª Edição: Junho de 2015
 
 
Edição Actual: 18ª
 
 
Páginas: 320
 
 
Género: Thriller
Adicionar Comentário