Política

POLÍTICA – Juventude Socialista da Moita debateu ‘O Trabalho que Queremos!’

No dia 5 de Maio, a JS Moita realizou, na Escola Técnica Profissional da Moita, a iniciativa ‘O Trabalho que queremos!’ que contou com a participação de vários quadros socialistas de renome.

Autores
Foto
  • DR - JS Moita

Localidade
  • Moita

Categoria
  • Política

A Escola Técnica Profissional da Moita acolheu a iniciativa ‘O Trabalho que Queremos!’, promovida pela Juventude Socialista da Moita que abordou temas como o mercado de trabalho e o seu futuro e os desafios do movimento sindical e o seu papel junto dos jovens.
 
Estiveram presentes Wanda Guimarães (Secretária Nacional do PS - pelouro do Trabalho) que ofereceu 2 livros à estrutura, Ivan Gonçalves (Secretário Geral da JS), Filipe Pacheco (Presidente da Federação Distrital da JS de Setúbal), Carlos Albino (Presidente da CPC do PS da Moita e Vereador da CMMoita), Filomena Ventura (Corrente Sindical Socialista da CGTP e Vereadora da CMMoita), Luís Chula (Vereador da CMMoita), Manuel Pereira dos Santos (responsável da Fenprof pelo apoio à luta contra a precariedade dos investigadores científicos - bolseiros e contratados a prazo.), Ricardo Bernardes (Vereador da Câmara Municipal do Montijo), Manuel Fernandes (Vice Presidente da UGT Setúbal), Carlos Moreira (Presidente da Comissão da Juventude da UGT) e Amadeu Dias (Coordenador Nacional da Tendência Sindical da Juventude Socialista).
 
A luta por melhores condições de Trabalho será sempre uma das bandeiras da Juventude Socialista, segundo a presidente da JS Moita, Bárbara Dias, que realçou que “mais que ‘O Trabalho que Queremos!’ é ‘O Trabalho que merecemos’, algo que em muitas profissões está a anos de luz de se concretizar e é por isso que temos de continuar a refletir e a agir para que os Empregos tenham qualidade e os empregados sejam devidamente protegidos - porque é isto que defende os partidos mais à esquerda da direita: o valor que damos às pessoas.”
 
Entre os temas discutidos, esteve em destaque a precariedade dos investigadores científicos, a discussão dos contratos a prazo através de empresas de trabalho temporário, a regularização de profissões que estão a aparecer, como é o exemplo de Youtubers e Podcasters, a visão dos Jovens sobre os sindicatos e os desafios dos mesmos para se manterem renovados.
 
Na sessão de encerramento, Wanda Guimarães saudou a iniciativa e aproveitou para oferecer os dois volumes do seu livro ‘Conversas em tempo de crise – visão de uma sindicalista’, em co-autoria com Vera Santana. Ivan Gonçalves e Amadeu Dias aproveitaram este dia para lançar, no âmbito da atividade da Tendência Sindical Jovem Socialista, o «Fórum do trabalho digno – por um futuro com direitos», o qual integrará um vasto conjunto de iniciativas descentralizadas por todo o país, bem como atividades de reflexão e discussão sobre o tema do trabalho.
 
A JS Moita deixou ainda um agradecimento especial aos professores e alunos da Escola Técnica e Profissional da Moita (ETPM) que foram incansáveis na preparação e durante a atividade: elaboraram o material gráfico e os alunos de Organização de Eventos ficaram a cargo da acreditação e acolhimento e os alunos de Restaurante/Bar serviram o coffe break e almoço no encontro da JS no seu campus.
Adicionar Comentário