Mercado Caramelo promove tradições e gastronomia

PINHAL NOVO – 3ª edição do Mercado Caramelo com novidades

Foi ao som da telefonia caramela que a 3ª edição do Mercado Caramelo foi anunciado para todos os visitantes que aceitaram o convite para estar na apresentação do certame que este ano vai trazer a Pinhal Novo muitas novidades.

Autores
Foto
  • Diário Imagem

Localidade
  • Pinhal Novo

Um grupo defensor dos usos e costumes das tradições caramelas pegava numa ideia de renascer um mercado de outros tempos que se realizavam em redor da Igreja de Pinhal Novo, o sonho começou em 2016, quando a Confraria da Sopa Caramela agarrou na ideia a colocou em prática, relembrando assim outros tempos e outras épocas que muitos ainda se lembram das tradicionais feiras de maio que por ali se faziam.
 
 
No passado domingo, a organização do Mercado Caramelo, voltou a juntar centenas de pessoas no largo principal daquela vila, o Jardim José Maria dos Santos que vai ser o coração deste mercado, foi o palco escolhido pelos organizadores para darem a conhecer todo o programa dos três dias desta 3ª edição.
 
A abertura de apresentação esteve a cargo da telefonia caramela, esta uma novidade deste ano, será esta estação emissora que terá a responsabilidade de durante os três dias do certame, dar música aos visitantes que passem no Mercado. 
 
O programa que foi apresentado por Luís Fernandes da Confraria da Sopa Caramela e por Manuel Lagarto, presidente da Junta de Freguesia de Pinhal Novo, é um programa que pretende “preservar a cultura e a gastronomia” para que possa ser um grande mercado onde as tradições de outros tempos são demonstradas em cada canto e em cada espaço.
 
 
Para além de todo o envolvimento da comunidade, este ano, o Mercado Caramelo ainda conseguiu envolver a comunidade religiosa: “Este é um ano cheio de surpresas, pois conseguimos envolver ainda toda a comunidade religiosa, vamos ter uma missa no domingo e depois uma bênção dos animais. Como se fazia antigamente aqui neste preciso local”, disse Luís Fernandes.
 
O presidente da Junta de Freguesia explicou que “queremos manter o espaço duro aqui neste local, o que se pretende ainda é preservar todo o património existente e que é de todos os caramelos”. O certame que vai realizar-se nos dias 11, 12 e 13 de maio, conta com 8 tavernas de comida, vários espaços de venda de produtos locais, cerca de 50 stands de artesanato, uma réplica da casa caramela, novos estábulos e muita animação que pode encontrar durante os três dias de certame, em Pinhal Novo.
 
A organização espera receber em Pinhal Novo cerca de trinta mil pessoas durante os três dias de certame, e para isso elaborou uma serie de parcerias com várias empresas com o intuito de facilitar e  melhorar o acesso a todos os visitantes, como o caso da CP, que está a fazer uma promoção no preço dos bilhetes com destino à vila durante os três dias de Mercado Caramelo, os bilhetes de ida e volta custam 2 euros desde qualquer uma das estações da linha do Sado.
 
Sopa Caramela participa nas 7 Maravilhas à Mesa
 
Uma sopa que quase passava ao lado do conhecimento das gerações de 80 e 90, mas que renasceu das “cinzas do braseiro” pela mão dos organizadores das Festas Populares de Pinhal Novo, a Sopa Caramela agora anda na “boca do mundo”, Luís Miguel Calha, vereador da cultura da Câmara de Palmela, na intervenção que teve durante a apresentação do Mercado Caramelo, lembrou que “ a Sopa Caramela é um exlibris da gastronomia local e que atualmente está a ser promovida num dos programas de grande impacto que são as 7 Maravilhas à Mesa”, sendo que Palmela é uma das pré-finalistas do concurso e que para além de outros produtos locais se destaca a Sopa Caramela.
Adicionar Comentário