Palmela

PALMELA | Câmara consegue recorde de candidaturas aprovadas

A autarquia palmelense conseguiu a aprovação de candidaturas para a extensão da ciclovia do Pinhal Novo, para a recuperação dos Paços do Concelho, para a Estrada de Vila Amélia e para a “PrArrábida”, que irão envolveram várias centenas de milhares de euros

Autores
Foto
  • Diário Imagem

Localidade
  • Palmela

Categoria
  • Investimentos

A candidatura ao Portugal 2020, da Rede Ciclável da Península de Setúbal irá permitir avançar com a segunda fase da ecopista do Pinhal Novo, que liga à ciclovia já existente com a zona da Jardia, no concelho do Montijo.

 

A intervenção irá abranger um troço com mais de dois quilómetros de extensão, no antigo canal ferroviário, envolvendo também os respectivos arranjos paisagísticos, a criação de catorze atravessamentos, a iluminação e a colocação de mobiliário urbano.

 

A autarquia de Palmela continua a apostar  no uso da bicicleta em articulação com os meios de transporte públicos e para fomentar novas formas de interpretação dos territórios, desenvolvendo a fruição social, a humanização e a coesão dos espaços.

 

A segunda fase da ciclovia envolve um investimento de 350 mil euros, que será comparticipado em 50% pelo FEDER. Mas outras candidaturas estão a ser preparadas para a criação dos troços Palmela – Pinhal Novo; Palmela – Aires; Ciclovia de Aires – 2.º e 3.º troços; Palmela – Quinta do Anjo – Cabanas e outros troços / corredores cicláveis.

 

Requalificação do Salão Nobre

 

Os Paços do Concelho, um dos edifícios com maior valor histórico em Palmela, tiveram também a candidatura aprovada, envolvendo um investimento de mais de 457 mil euros, com um financiamento do

FEDER de 141 mil euros.

 

A autarquia irá reabilitar o edifício dos Paços do Concelho de Palmela, tanto a nível exterior, desde as coberturas e fachadas, incluindo escadarias, terraço e arcadas, como no interior do salão nobre, zona do saguão coberto do “corpo novo” e nas áreas contíguas para conservar e preservar o seu património histórico.

 

Requalificação da Estrada de Vila Amélia

 

As obras de requalificação da Estrada da Vila Amélia vão começar no último trimestre deste ano.

 

Esta primeira fase envolve a requalificação do troço norte da Estrada de Vila Amélia, importante eixo na ligação à Península de Setúbal, tanto para o transporte de passageiros como para o de mercadorias, que envolve um investimento global superior a 610 mil euros.

 

A obra irá contemplar a execução de uma  rotunda na interseção dos concelhos de Setúbal e Palmela, junto à Rua dos Fazendeiros, para redução do trânsito acumulado em horas de ponta, para além da requalificação da rotunda da Makro, o reperfilamento da faixa de rodagem, um novo enquadramento paisagístico e a criação de uma via para mobilidade suave de peões e ciclistas.

Esta requalificação é assumida pelos municípios de Palmela, Sesimbra e Setúbal, que tem como objectivo promover a Península de Setúbal como uma área privilegiada e dinâmica de expansão da região metropolitana de Lisboa.

 

Candidatura “PRARRÁBIDA envolve 620 mil

 

A candidatura “PRARRÁBIDA” envolve uma intervenção, com o valor de 620 mil euros, cofinanciados em 50% pelo FEDER. A intervenção irá contemplar um centro  de interpretação para visitantes e turistas, no Espaço Fortuna – Artes e Ofícios, em Quinta do Anjo, tendo como objectivo ofertas de com ofertas de observação, visitação, descanso, lazer e fruição em torno do Património Arrábida, permitindo a sua conservação e valorização.

 

O projecto aposta também na reabilitação do edificado, a requalificação dos jardins e a musealização do espaço, a criação de espaços de observação e interpretação e percursos e espaços de visitação, ordenados e sinalizados, a partir de Palmela e, em articulação com as Janelas da Arrábida de Setúbal, Sesimbra e Alambre.

Adicionar Comentário