OPINIÃO | PS: obra feita no concelho de Montijo

 

 

Esta semana, um artigo de opinião de José Caria, deputado municipal no Montijo

Autores
Localidade
  • Montijo

Categoria
  • Opinião

Tópicos
Há quase 20 anos, o Partido Socialista iniciou um projeto político ao serviço dos montijenses, nas Freguesias e no Município, em resultado do voto livre e universal do povo, com o firme propósito de contribuir para o progresso do Montijo.

 

Olhando para trás, como socialistas, temos orgulho no nosso percurso autárquico, em nome do povo, e do trabalho dos autarcas socialistas, de termos tido  responsabilidade em cada um dos investimentos estratégicos deste concelho.

 

Investimentos que, podemos afirmar sem errar, moldaram o progresso do Montijo, tal como o conhecemos hoje.

 

Falamos de obras importantes na preservação e valorização do património e da cultura, como a Quinta do Saldanha, o Moinho de Maré do Cais, o Moinho de Vento do Esteval, o Museu Agrícola de Atalaia, o Fontanário de Pegões, o Arquivo Histórico Municipal, o Polo Cultural do Afonsoeiro, a Casa do Pátio d`Água, a Ermida de Santo António, a Ermida de São Sebastião, a Capela do Pinhal Fidalgo, a Galeria Municipal, o Museu dos Pescadores, o Monumento aos Bombeiros, o Monumento aos Combatentes do Ultramar, o Monumento das Portas da Cidade, o Monumento da Musa do Tejo na Praça da República, o Monumento ao Milénio, o Cruzeiro da Atalaia, a Casa dos Russos, o Mercado Municipal ou o Cinema Teatro Joaquim d’Almeida.

 

Investimentos em infraestruturas escolares, como a Escola C+S de Pegões, a Escola Integrada do Esteval-Areias, a Escola Básica e o Pré-escolar da Caneira, a Escola Básica e o Pré-escolar do Alto das Vinhas Grandes, a Escola Básica do Bairro da Boa Esperança, a Escola Básica da Atalaia, a Escola Básica da Liberdade, o Pré-escolar do Areias, o Pré-escolar da Ary dos Santos,

o Pré-escolar do Alto Estanqueiro/Jardia, o Pré-escolar da Atalaia, o Pré-escolar de Canha, o Pré-escolar do Bairro da Liberdade, o Pré-escolar das Craveiras, o refeitório escolar de Pegões, o refeitório escolar da Jardia, o refeitório escolar da EB Luís de Camões, a Ludoteca de Santo Isidro de Pegões.

 

Na proteção civil das populações recordamos o investimento coordenado através da fiscalização municipal de obras no novo quartel dos Bombeiros Voluntário de Canha e os Apoios aos Bombeiros Voluntários do Montijo.

 

As infraestruturas de mobilidade tiveram uma transformação profunda, a maior da nossa história coletiva, com a construção da Circular Externa, a estrada alternativa à Rua José Joaquim Marques, a rede de ciclovias, a Ponte da Espadaneira, as inúmeras rotundas

nas artérias principais da cidade, as infraestruturas viárias dos bairros clandestinos, como o Bairro da Boa Esperança, o Bairro Miranda, o Bairro Novo da Jardia, o Bairro do Marreco, o Bairro do Raposo, o Bairro do Arce, o Bairro do Charqueirão, o Bairro da Cova da Loba, o Bairro do Barroso, o Bairro Novo da Atalaia, o Bairro da Mosca, o Bairro das Carvalhas, o Bairro Florindo, o Bairro da Lagoa do Barro, o Bairro da Bela Colónia, o Bairro da Quinta da Lua, o

Bairro da Quinta do Sol, o Bairro Almansor, o Bairro das Taipadas, os Foros da Boa Vista, os Foros do Carrapatal, os asfaltamentos do Colonato de Pegões, da Estrada da Charnequinha, da Estrada dos 4 Marcos, da Estrada da Quinta da Caixeira, do Ramal das Flores, da Estrada dos Guerreiros, da Estrada dos Afonsos e de muitos quilómetros de arruamentos rurais por todo o concelho.

 

No espaço público foram realizados investimentos significativos na Frente Ribeirinha do Montijo, no novo Cais dos Pescadores, na Casa do Ambiente, no Centro Esteval, no Parque Urbano das Piscinas, no Jardim do Borralhal, no Jardim do Bairro do Esteval, no Jardim Cerra

do de Chaves, no Jardim das Residências Montepio, no Apeadeiro da Jardia, na Escadaria da Atalaia, na Praça dos Operários da Atalaia, no Parque das Merendas de Santo Isidro de Pegões, no Passeio do Cais, na Praça da República, na Praça da Liberdade em Sarilhos Grandes, no Parque de Exposições, no Parque Estacionamento da Reforma Agrária.

 

Na Assembleia Municipal apoiámos e apoiamos uma gestão autárquica exemplar, de contas em dia, de pagamentos na hora, sem dívidas a empreiteiros nem fornecedores, de palavra, e preparada (e a preparar-se) para iniciar um novo ciclo de investimentos assente nos fundos comunitários do Portugal 2020.

 

Estamos agora preparados e a prepararmo-nos para novos investimentos estruturantes, como a Casa da Música Jorge Peixinho, o Jardim do Pocinho das Nascentes, a ciclovia até à Jardia, a Escola Básica Luís de Camões, a Escola Básica Joaquim de Almeida e respetivo refeitório, a ampliação das Piscinas Municipais, a ampliação da Biblioteca Municipal, o Centro Escolar de

Pegões, o Centro Escolar do Afonsoeiro ou as futuras piscinas ribeirinhas, entre outros.

Adicionar Comentário